IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

    banner-terreiros

Cadernos do IPAC

Pano da Costa: A história e a tradição dos panos da costa – O livro reúne artigos de historiadores, sociólogos e especialistas do IPAC, além de artistas plásticos e artesãos, constituindo importante estudo sobre essa peça.
.

Boa Morte – uma irmandade e uma tradição. O livro apresenta um estudo sobre a Festa da Boa Morte, manifestação característica da religiosidade popular que acontece todos os anos na cidade de Cachoeira,Recôncavo Baiano.

 

Maragojipe – Uma das joias da bacia do Rio Paraguaçu – o livro tem como objetivo difundir, salvaguardar a memória e provocar reflexão sobre essa manifestação cultural que tem mais de 100 anos de existência.
.
Afoxé – uma manifestação herdada da África – o livro reúne artigos inéditos, documentos antigos, fotos, depoimentos e imagens de carnavais: um apanhado da história dessa importante manifestação cultural.
.
Santa Bárbara – um estudo sobre Iansã – o livro conta os 300 anos de história da Festa de Santa Bárbara, cuja celebração acontece todo dia 04 de dezembro, com artigos inéditos sobre a santa católica e a deusa Yorubá Oyá.
.
Vaqueiro – figura emblemática do sertão baiano – O livro retrata um dos ofícios mais importantes para o desbravamento e desenvolvimento da interiorização da Bahia, registrado como patrimônio cultural do Estado em 2011. Uma produção literária de cunho histórico e cultural, com texto de vários historiadores e antropólogos, que mostra o desenvolvimento da pecuária no sertão baiano, representações simbólicas e o cotidiano e o ofício dos vaqueiros.
.
O caderno 7 apresenta um estudo sobre a manifestação religiosa na cidade de Santo Amaro, é o maior candomblé de rua e acontece naquela cidade  no dia 13 de maio, para comemorar a libertação do povo africano escravizado.
.
O Caderno Conjunto Escola Parque – 8, o primeiro sobre patrimônio material da série de cadernos especiais do IPAC, retrata a conjunção do pensamento modernista na arquitetura, nas artes e na educação, no contexto da história da Bahia, com repercussão em âmbito nacional.
.
“O Caderno 9 – Terreiros de Candomblés de Cachoeira e São Félix, da coleção Cadernos do IPAC, tem como objetivo informar à sociedade os elementos que compõem estes bens culturais chancelados como Patrimônio Imaterial Baiano em 2014, sendo esta publicação uma ação de salvaguarda que prevê, entre outras, a divulgação e promoção dos bens que obtêm o reconhecimento oficial do Estado.
.