IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Notícias

Matarandiba recebe projeto museológico de memória e preservação

  • Publicação:

Neste domingo (20) será entregue o “Projeto de Documentação Museológica do Acervo
do Ponto de Memória Tia Dina”, em Matarandiba, no município de Vera Cruz. A
solenidade está prevista para as 14h, na Sede da Associação Sócio Cultural de
Matarandiba (Ascomat).

O projeto, iniciado em janeiro de 2017, tem como objetivo central sistematizar,
classificar, catalogar e levantar dados na busca pela preservação da história e memória
da população local e recebeu este nome em homenagem a Tia Dina, conhecida na região
por incentivar a cultura na comunidade da ilha. A iniciativa recebeu o patrocínio do
Edital Setorial de Museus nº 20/2016 do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultura
(Ipac), da Secretária de Cultura (SecultBA), e dos recursos do Fundo de Cultura da
Bahia.

“O principal motivo desse projeto é a preservação da memória da comunidade de
Matarandiba. Já tínhamos o nosso museu, fundado em 2011, e lá estão peças que
representam a memória local, doadas pelas famílias e, em cada peça daquela está a
nossa história. Através dessa iniciativa, estamos entregando agora o acervo do Ponto de
Memória Tia Dina, que foi finalizado e está todo documentado museologicamente”,
explica a proponente do projeto, Adenildes Leal.
Ainda de acordo com Adenildes, o projeto conta com a participação de agentes locais
que estão catalogando, classificando, e fazendo manutenção diária de cada peça,
ajudando a manter e preservar essa memória, que visa à salvaguarda de todos os objetos
do acervo.

Para Canuta Boa Morte, moradora nativa da Ilha de Matarandiba o ponto de cultura Tia
Dina fortalece a identidade e a cultura do povo. “Existem peças aqui que lembram meus
avós, como o ferro de passar a carvão e a máquina de datilografar antiga, dentre outros”,
relata Canuta. A localidade mantém viva manifestações culturais, como o samba de
roda, bumba-meu-boi, o terno de Reis e o arauê.

História

Matarandiba é uma pequena comunidade de pescadores e marisqueiras, situada na
contra costa da Ilha de Itaparica, pertencente ao município de Vera Cruz – BA, na
região do Recôncavo baiano. A sua vila tem aproximadamente 900 habitantes, que
apesar de não ser muito divulgada como ponto turístico, possui uma grande área de
Mata Atlântica preservada, quedas d’água, fontes, lagoas e belas praias.
Em 2012, esse Ponto de Memória foi reconhecido pelo Instituto Brasileiro de Museus
(Ibram/MinC) por mérito de trabalhar com o fortalecimento de memória social e
coletiva de comunidades, a partir do cidadão e de suas origens, histórias e valores. Por

meio do Fundo de Cultura, já foram beneficiadas dezenas de projetos via Edital de
Museus, como ações nos museus do Recolhimento dos Humildes (Santo Amaro),
Histórico de Jequié, Sertão Antônio Coelho (Remanso) e Sento Sé (Sento Sé), dentre
outros.

Assessoria de Comunicação – IPAC, em 18.05.2018

Assessora Responsável: Alexsandra de Alcântara Santos
Texto Jornalista: Aryanne Calmon  ( Estagiária)
Edição e revisão: Jornalista Carla Costa (DRT 03850)
(71) 3117-6490, 3116-6673
ascom.ipac@ipac.ba.gov.br
www.ipac.ba.gov.br
Facebook: Ipacba Patrimônio
Twitter: @ipac_ba