IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Notícias

Museu Tempostal apresenta o filme ‘O Auto da Compadecida’

  • Publicação:

O filme ‘O Auto da Compadecida’ – filme brasileiro de maior bilheteria de 2000, sendo visto por mais de dois milhões espectadores – será o próximo apresentado, às 14h do dia 27/02, no projeto ‘Tem Cine no Tempostal’ que o Museu Tempostal (Pelourinho) realiza nos meses de fevereiro e março. Este projeto faz parte da iniciativa ‘Circuito de Cinema nos Museus DIMUS’, da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac). Os filmes do ‘Tem Cine no Tempostal’ têm exibição gratuita e aberta para o público em geral, com total de 20 vagas. Mais informações pelo e-mail servicoeducativo.tempostal@gmail.com ou telefone (71) 3117-6383.

 

O Auto da Compadecida é um filme brasileiro de comédia dramática lançado em 2000. Dirigido por Guel Arraes e com roteiro de Adriana Falcão e João Falcão, o filme é baseado na peça teatral “Auto da Compadecida” de 1955 de Ariano Suassuna. O enredo do filme se desenvolve com ambientação no Sertão Nordestino (especificamente no sertão da Paraíba, numa cidade próxima a Taperoá) em torno de dois personagens principais: João Grilo (Matheus Nachtergale), sertanejo mentiroso, e Chicó (Selton Mello), maior covarde da região. Ambos são muito pobres e sobrevivem de pequenos negócios e golpes, enquanto vagam pelo sertão. Em um desses golpes, eles se envolvem com Severino de Aracaju (Marco Nanini), temido cangaceiro, que os persegue pela região. Com mistura de drama e comédia, o filme também aborda aspectos culturais e religiosos do Nordeste do Brasil.

 

‘O museu exibirá filmes  educativos, relacionados a vários temas, como história, cultura, identitários e referentes a memória cultural”, informa a coordenadora do museu, Luzia Ventura. “Esta ação faz parte do projeto ‘Circuito de Cinema nos Museus Dimus’ que está sendo realizado nos museus Udo Knoff, Tempostal, Centro Cultural Solar Ferrão e LabDimus – todos no Pelourinho. Esta é uma ação conjunta dos museus da Dimus/Ipac, como parte da programação de Verão”, explica. 

 

“O Circuito de Cinema nos Museus DIMUS surge como um projeto experimental que leva a experiência do cinema ao museu.  Os filmes apresentados têm variados estilos e temáticas distintas que agradam a uma diversidade de público, sendo direcionadas a toda e qualquer pessoa que goste de uma boa sessão de cinema.  Ao final da projeção será aberto um diálogo com o público, quando os presentes serão convidados à troca de experiências e debate sobre o que foi visto”, explica Cristina Melo, coordenadora do LabDimus.

 

O Museu - O acervo do Museu Tempostal é composto por postais, estampas e fotografias, em sua maioria, procedentes da coleção de Antônio Marcelino do Nascimento. As peças, datadas do final do século XIX e meados do século XX, representam imagens de valor histórico, artístico e documental, não só da Bahia e do Brasil, mas também de diversos países do mundo, sobre as mais variadas temáticas. O Museu Tempostal integra os espaços administrados pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA).

 

Visitação: terça a sábado, das 13 às 17h

Entrada: grátis

Rua Gregório de Mattos, 33, Pelourinho – Salvador (BA)

(71) 3117-6383

Núcleo de Comunicação – Ascom Dimus

Jornalista responsável: Yara Vasku (DRT-PR 2904)

(71) 3117-6445/ 99119-7746
Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia
Centro Cultural Solar Ferrão – 1º andar
Rua Gregório de Mattos, 45 – Pelourinho, Salvador (BA)
dimusbahia.wordpress.com
facebook.com/museusdabahia