IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

    banner-terreiros

Notícias

MAM-BA abriga edição especial dos Salões de Artes Visuais da Bahia

  • Publicação:

Exposição reúne as 41 obras premiadas nas sete mostras realizadas pelo projeto nos anos de 2013 e 2014

Uma mostra da atual produção baiana em artes visuais poderá ser contemplada no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), que vai abrigar, mais uma vez, uma edição especial dos Salões de Artes Visuais da Bahia, projeto consolidado como uma das principais ações de incentivo à criação e difusão de produção artística e à dinamização de espaços expositivos no interior do estado. Estabelecendo uma plataforma de visibilidade deste cenário também junto ao público da capital, tendo em vista ainda a visitação nacional e internacional, a exposição reúne as 41 obras que foram premiadas ou tiveram menções especiais nos sete Salões realizados nos anos de 2013 e 2014. A abertura ocorrerá no próximo dia 18 de dezembro, às 19 horas, permanecendo aberta ao público até 1º de fevereiro de 2015,numa correalização da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) e o MAM-BA, unidade do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), vinculados da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA).

Os Salões de Artes Visuais da Bahia, realizados pela FUNCEB há 22 anos, foram concebidos, desde o início, como uma ação de interiorização da promoção e do acesso ao panorama contemporâneo e diverso da criação baiana em artes visuais. Desde 2012, suas exposições, que aconteciam até então em rodízio em centros geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC) da SecultBA, vêm ocupando novos espaços, em parceria com prefeituras e outras instituições, ampliando e potencializando o seu circuito de atuação. No biênio de 2013 e 2014, as exposições aconteceram em sete cidades: Feira de Santana e Vitória da Conquista, tradicionais polos do projeto, e também em Teixeira de Freitas, Lençóis, Barreiras, Camaçari e Paulo Afonso, que receberam os Salões pela primeira vez por conta desta abertura.

Em cada uma das mostras coletivas promovidas pelos Salões, as obras participantes são selecionadas através de edital público, que é aberto a trabalhos de livre temática nas mais diferentes modalidades das artes visuais. Além da oportunidade de terem seus trabalhos expostos num projeto reconhecido e que corrobora a qualidade artística das criações, os artistas participantes também concorrem a prêmios: em cada Salão, três obras recebem prêmios em dinheiro, a partir da decisão de comissões especializadas, que também conferem menções especiais. Desde 2012, há ainda o Prêmio do Público, resultante de votação direta dos visitantes, valorizando a relação e a interatividade entre a obra de arte e seus públicos. São estes trabalhos destacados, realizados por um total de 34 diferentes artistas, que agora se reúnem nesta edição especial no MAM-BA.

Na ocasião da abertura da mostra, também será lançado o Catálogo dos Salões de Artes Visuais da Bahia 2013/2014. Pela primeira vez, a publicação, que já tem três edições anteriores (além das versões impressas, disponíveis para download no site da FUNCEB – www.fundacaocultural.ba.gov.br), reúne não apenas as obras premiadas, mas todo o conjunto de 156 obras expostas nos Salões realizados no biênio, bem como um DVD com registros das performances e obras de videoarte. Assim, o material amplia o seu escopo e se propõe a ser um efetivo instrumento de difusão do cenário das artes visuais baianas, com novas estratégias de distribuição local e nacional.

A parceria com o MAM-BA: A nova edição especial dos Salões no MAM-BA repete uma primeira experiência, realizada em 2013, com as 17 obras premiadas no ano de 2012. A exposição, conceituada sob o título “Esquizópolis”, colocou os trabalhos em diálogo com peças do acervo do Museu, numa orientação curatorial que abordou o crescimento desordenado de Salvador e da Bahia, a partir da convivência de formas de desenho urbano e arquitetônico das cidades.

 

OBRAS REUNIDAS

Premiados da Edição Feira de Santana:

= Arthur Scovino, “Levando os elepês de Gal para passear” [obra premiada]

= Coletivo Entrecho: Adriano Machado e Yasmin Nogueira, “Piriguete 3 x 5,00” [obra premiada]

= Flávio Marzadro, “Sublimazione Teológica II” [obra premiada]

= João Oliveira, “De ladraduras e dentes ou do latim: pe(re)nnis” [menção especial]

= Mayra Lins, “Saturação” [menção especial + prêmio do público]

Premiados da Edição Teixeira de Freitas:

= Clara Domingas, “Feels Like Homie” [obra premiada]

= Devarnier Hembadoom Apoema, “Caixa de socorro para hipocondríacos compulsivos” [obra premiada]

= João Oliveira, “Porque as fêmeas conhecem tudo da dor” [obra premiada]

= Osvaldo Carleone, “Requiescat in Pace” [menção especial]

= Tiago Sant’ana, “Como explicar Rousseau, a origem da propriedade privada e o homem em estado de natureza para 20 quilos de peixe fresco” [menção especial]

= Ingrid Erika Boer, “Paz na Terra” [prêmio do público]

Premiados da Edição de Lençóis

= Flávio Lopes, “Réquiem para William Turner” [obra premiada]

= Michelle Mattiuzzi, “Merci Beaucoup, Blanco” [obra premiada]

= Pablo Lucena, “Ponto Turístico nº 01” [obra premiada]

= Márcio Junqueira, “Devocional” [menção especial]

= Félix Caetanno, “Construto” [menção especial]

= Marco Antonio de Ferreira, “Ignescência” [prêmio do público]

Premiados da Edição de Barreiras

= Erivan Morais, “In Visibilidade” [obra premiada]

= Mariana David, “Paisagens para minha avó” [obra premiada]

= Pedro Lima, “Tapando o sol com a peneira” [obra premiada]

= Flávio Marzadro, “Arte no espaço público x Arte como espaço público” [menção especial]

= Roberta Nascimento, “Cabeça de vento” [menção especial]

= Arthur Scovino, “Nhanderudson” [prêmio do público]

Premiados da Edição de Vitória da Conquista

= Fábio Gatti, “Eu Boneca” [obra premiada]

= Roberta Nascimento, “Reação em Cadeia: A Gente se Liga em Você” [obra premiada]

= Tina Melo, “Velados” [obra premiada]

= Alex Oliveira, “Ritos de Passagem” [menção especial]

= André Souza, “Castelo” [menção especial]

= Clara Domingas, “In memoriam” [prêmio do público]

Premiados da Edição de Camaçari

= Deisiane Barbosa, “Cartões-Postais à Tereza/Caixas de Entrada” [obra premiada]

= Edu O., “Ah, se eu fosse Marilyn!” [obra premiada]

= Leandro Estevam, “Ensaiando O Sol” [obra premiada]

= André Lima, “Sobreviventes” [menção especial]

= Cenildo Silva, “Sustentáculos” [menção especial + prêmio do público]

= Tiago Sant’ana, “Doce X, Bala para Cosme e Damião” [menção especial]

Premiados da Edição de Paulo Afonso

= Artur Rios, “Natureza morta” e “Escoamento I” [obra premiada]

= Fabio Abu-chacra, “Ocupando para não desocupar” [obra premiada]

= Laís Guedes, “Instruções para germinar uma pessoa” [obra premiada]

= Adriano Machado, “Correria” [menção especial]

= Alex Oliveira, “Cartografia dos afetos” [menção especial + prêmio do público]

= Binha, “Transposição” [menção especial]

 

Salões de Artes Visuais da Bahia – Edição Especial MAM-BA

Abertura: 18 de dezembro (quinta-feira), às 19 horas

Visitação: Até 1º de fevereiro de 2015

Terça a sexta, das 13 às 19 horas; sábados, domingos e feriados, das 14 às 19 horas.

Onde: Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA)

Solar do Unhão, Avenida Contorno, s/nº

Quanto: Grátis

Informações: 71 3324-8519 / saloes.artesvisuais@funceb.ba.gov.br

Correalização: MAM-BA/ IPAC

Realização: Dirart/ FUNCEB/ SecultBA

Paula Berbert
Assessora de Comunicação
Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB)
71 3324-8565 | 71 9127-7803

FUNCEB na rede:
www.fundacaocultural.ba.gov.br | www.twitter.com/funceb | www.facebook.com/fundacaoculturalbahia
Agenda Cultural Bahia na rede:
www.agendacultural.ba.gov.br | www.twitter.com/agendacultbahia |
www.facebook.com/AgendaCulturalBahia