IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Notícias

IPAC restaura escultura de Eliana Kertész no Pelourinho

  • Publicação:

A escultura ‘Maria da Praça’, de autoria da artista plástica baiana Eliana Kertész (1945—2017) e instalada na Praça das Artes, no Pelourinho, Centro Histórico de Salvador, está sendo restaurada por técnicos especialistas do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC). A peça que mede 2,10m de altura por 1,80m de largura estava prejudicada pela chuva, pelo sol e tinha sido pichada por frequentadores da praça que é um espaço público integrado a um estacionamento com entrada para carros pela Baixa dos Sapateiros (Av. J.J.Seabra) e para pedestres pela Rua Gregório de Mattos, no Pelourinho.

 

A praça é dividida em níveis em um dos quais está a escultura, sendo administrada pelo IPAC que é responsável ainda por importantes imóveis no entorno do espaço, como o Centro Cultural Solar Ferrão que é tombado individualmente como Patrimônio do Brasil pelo IPHAN e abriga cinco coleções de arte. No círculo da praça estão ainda o Museu Tempostal, escritórios governamentais e instalações da Diretoria de Projetos Obras e Restauro (DIPRO) do Instituto, além de galerias de arte e estúdios particulares.

 

“Obras de arte expostas às intempéries em espaços públicos necessitam de conservação e restauração periódicas”, explica o diretor da DIPRO/IPAC, Felipe Musse. Segundo ele, os serviços já foram finalizados, mas a escultura ainda está sob uma cobertura especial para conservação da peça até a entrega e para serviços básicos de limpeza do entorno. “A escultura é em fibra de vidro como muitas outras produzidas pela artista em Salvador”, completa Takeo Shishido, coordenador de Restauro de Elementos Artísticos da DIPRO/IPAC.

 

ARTISTA – Maria Eliana Pires Mascarenhas Kertész, mais conhecida como Eliana Kertész, nasceu em Conceição da Feira, a 14 de maio de 1945 e faleceu vítima de câncer em Salvador, a 26 de março de 2017. Graduou-se em Administração pela Universidade Federal da Bahia, foi a vereadora mais votada da capital baiana (1982), foi Secretaria da Educação e Cultura de Salvador (1986-1989) e, entre várias obras, fez as famosas esculturas das ‘gordinhas’ em Ondina, como são carinhosamente chamadas pelos soteropolitanos.

 

Ela trabalhou com materiais diversos, como terracota, bronze, resina e fiberglass. Tem obras no Museu de Arte do Parlamento de São Paulo, e fez exposições em várias galerias de Salvador, Fortaleza, São Paulo e Rio de Janeiro. Participou de mostras no Museu de Arte de Macau (China), Museu de Arte Primitiva, em Guimarães, e no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, (Portugal). Participou ainda da V Biennale D’Arte Contemporanea Internazionale, em Roma (Itália).

 

Além dos restauros de peças de arte e imóveis sob sua responsabilidade, a DIPRO/IPAC realiza vistorias, pareceres técnicos e orientações a prefeituras municipais baianas acerca dos bens culturais materiais – imóveis e obras de arte – protegidas oficialmente pelo Estado da Bahia. Conheça alguns os vídeos sobre o IPAC: museus (https://goo.gl/HriC4J), educação (https://goo.gl/rJggpk) e imóveis (

https://goo.gl/jZQjJN). Ou ainda, espaços (https://goo.gl/S4EyRn) e festas (https://goo.gl/63H8Vehttps://goo.gl/BawMJJ). Acesse: www.ipac.ba.gov.br, facebook ‘Ipacba Patrimônio’, twitter ‘@ipac_ba’ e instagram ‘@ipac.ba’.

www.ipac.ba.gov.br
3.Qual a diferença entre patrimônio material e imaterial? Materiais seriam prédios, monumentos, conjuntos urbanos, artefatos, obras de arte, entre outros.

 

goo.gl
A festa da Boa Morte, em Cachoeira, é um dos destaques da Bahia.Uma celebração feita por mulheres negras, adeptas do sincretismo e com a responsabilidade de …

 

 

goo.gl
EXPRESSÃO DE ARTE E ANCESTRALIDADE, O BALÉ FOLCLÓRICO DA BAHIIA TEM COMO SEDE O TEATRO MIGUEL SANTANA, QUE PERTENCE AO IPAC, INSTITUTO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTIC…

 

 

 

Assessora responsável: Alexsandra de Alcântara Santos

Texto: jornalista Geraldo Moniz de Aragão (DRT-BA nº 1498)

DIPRO/IPAC, em 28.11.2018

(71) 99110-5099, 99922-1743