IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Notícias

IPAC capacita agentes públicos sobre preservação patrimonial

  • Publicação:

Policiais militares, atuantes no Centro Antigo de Salvador, participaram do curso de capacitação voltado para a preservação do patrimônio cultural, promovido pela Coordenação de Educação Patrimonial, ligado a Diretoria de Preservação do Patrimônio Cultural do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC).

Durante três dias (10 a 12 de julho), foi realizado o II Curso de Qualificação em Preservação e Salvaguarda do Patrimônio Cultural Baiano com o objetivo de formar agentes de segurança pública para atuarem na defesa do patrimônio cultural baiano, qualificando-os enquanto agentes na preservação do patrimônio cultural da Bahia.

Os participantes são lotados nas 11º e 16º Companhia Independente da Polícia Militar da Bahia, 18º Batalhão da Polícia Militar, Especializado em Policiamento Turístico da Polícia Militar (PM) e na Guarda Municipal de Salvador.

De acordo com a coordenadora Daiana Sacramento, a realização da iniciativa visa atender a demanda de ações de formação e capacitação em patrimônio cultural, voltadas para a formação de agentes que, a partir da interpretação do bem cultural, entenda-o como um patrimônio a ser reconhecido, preservado e protegido.

A programação contou com a participação do diretor geral do IPAC, João Carlos Oliveira, além dos especialistas Roberto Pellegrino, Roberta Ventura, Nívea Alves, Beatriz Ulloa, Tâmara Azevedo, José Iglesias e Capitão Amparo, que debaterem os temas: A constituição do campo do Patrimônio Cultural; Patrimônio Material e Imaterial com exibição do vídeo da Festa da Boa Morte ; Memória, Cidadania e Diversidade Cultural; Patrimônio Cultural e Turismo; Patrimônio Cultural e Segurança Pública; Políticas Públicas de Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural.

No último dia, aconteceu uma visita guiada conduzida pela arquiteta do IPAC, Lígia Larcher, saindo do Terreiro de Jesus até o Forte Santa Maria, na Barra, explicando sobre a arquitetura dos principais pontos patrimoniais da capital, como a Praça Castro Alves e o Edifício A Tarde, a Praça 2 de Julho, MAB, Igreja de Santo Antônio da Barra e Teatro Castro Alves. O curso teve encerramento no recém reinaugurado Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM).