IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Notícias

Ipac apoia projetos para preservação do Carnaval de Maragojipe

  • Publicação:
O Carnaval de Maragojipe, uma das manifestações mais emblemáticas do estado, vai contar com duas importantes iniciativas voltadas à preservação de sua memória.
Com o apoio do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), autarquia vinculada à Secretaria de Cultura da Bahia (Secult-BA), que desde 2009 registrou a folia momesca da cidade do recôncavo baiano como patrimônio imaterial, serão desenvolvidos os seguintes projetos: Difusão e Manutenção da Cultura do Carnaval de Maragogipe, realizado pela Associação dos Músicos, Mascarados e Bandas Musicais da Bahia (Amma); e Valorização e Difusão dos Grupos Artísticos e Culturais do Carnaval de Maragojipe, proposto pelo Grupo Cultural Samba de Roda de Maragogó.
Os dois grupos realizarão diversas ações de 2 a 5 de março. Entre as atividades, estão previstas apresentações de grupos musicais, de mascarados, além um cortejo com uma “fubica” (espécie de carro com alto-falante onde Dodô e Osmar desfilaram pela primeira vez em Salvador, em 1950). Os foliões também poderão desfrutar de uma oficina de máscaras durante os três dias da folia e participar dos concursos de fantasias e mascarados.
Carnaval de Maragojipe
Os registros da festa apontam para o final do século XIX, paralelo aos tempos áureos do carnaval da Bahia. A década de 20 do século seguinte foi marcada por inúmeros cordões memoráveis, inclusive de mulheres, pela pompa dos clubes carnavalescos e pelos concursos realizados pela Filarmônica Dois de Julho.
Com o passar do tempo, os maragojipanos ainda conservam a tradição das fantasias de mascarados, que saem as ruas, todos os anos, durante o carnaval, para promover a alegria e celebrar a vida, de um modo muito irreverente.

Assessoria de Comunicação – IPAC, em 27.02.2019

ascom.ipac@ipac.ba.gov.br

www.ipac.ba.gov.br

Facebook ‘Ipacba Patrimônio’

Twitter ‘@ipac_ba’

Instagram ‘@ipac.patrimonio’