IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

    banner-terreiros

Notícias

Fundação Pedro Calmon vai receber 3 milhões para reforma do Arquivo Público da Bahia

  • Publicação:

A secretária de Cultura, Arany Santana, o diretor geral da Fundação Pedro Calmon, Zulu Araújo, o Superintendente do IPHAN, Bruno Tavares, e o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira, assinaram hoje (8) o convênio de R$3 milhões para reforma e restauração do prédio do Arquivo Público, localizado na Baixa de Quintas.

Para Zulu Araújo, essa obra é de fundamental importância para o setor de Arquivo Público da Bahia, já que irá requalificar o ambiente do prédio trazendo maior eficiência na conservação dos acervos públicos. “Com essa reforma e restauração a Fundação Pedro Calmon poderá desempenhar o seu papel de guardar e difundir o grande, raro e rico acervo histórico da Bahia”, afirmou.

De acordo com a secretária Arany Santana, essa reforma iniciará uma nova fase para a cultura no estado. “Essa luta vem sendo travada desde 2015. E essa conquista do recurso obtido vai salvaguardar a história do país”, garantiu.

Fundado em 16 de janeiro de 1890, o Arquivo Público do Estado da Bahia é a mais importante entidade arquivística do estado brasileiro da Bahia. Está localizado no Solar da Quinta do Tanque, prédio integrante do patrimônio histórico e arquitetônico da capital baiana e originalmente local de pouso dos jesuítas, erguido ainda no século XVI e pertencente a esta ordem até sua expulsão do Brasil, em 1759.