IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Notícias

Exposição inédita que reúne fotos de Frida Kahlo e Diego Rivera chega ao Palacete das Artes, com abertura dia 17 de maio, às 19h

  • Publicação:

O Palacete das Artes sedia, a partir do próximo dia 17 de maio, às 19 horas, a exposição Frida e Diego: um sorriso no meio do caminho. Inédita no Brasil, a mostra, que estará à disposição do público no primeiro pavimento do museu, retrata a controversa e notável história do casal de artistas mexicanos Frida Kahlo e Diego Rivera.

 

Unidos por quase 25 anos – desde o casamento em 1929, até a morte de Frida em 1954 – a relação dos dois foi marcada por encontros e desencontros, por amor e ódio, compartilhamento de experiências e competições ao mesmo tempo. A união dos artistas abriu um caminho diferente nas relações pessoais da primeira metade do século 20 no México: a personalidade extrovertida e fantasiosa do Diego, ligada à personalidade introvertida e também fantasiosa de Frida, inauguraram um enredo e uma intriga quase explosiva.

 

Para o cônsul do México no Rio de Janeiro, e idealizador do projeto, Adolfo Zepeda, sem dúvida, um dos casais mais polêmicos da história da arte no México foi o formado por Diego Rivera e Frida Kahlo. “Suas personalidades marcantes provocavam aos seus contemporâneos os mais diferentes sentimentos, alguns com inveja, outros de admiração. No entanto, é inegável que ambos formaram um fenômeno sinecuanon no momento”, destaca Zapeda, que complementa. “Este eixo amoroso, ao mesmo tempo, testemunhou inúmeros contatos, a proximidade, a cumplicidade e a profunda amizade com grandes personalidades da época. O Palacete das Artes apresenta esta exposição com a intenção de promover este maravilhoso mundo compartilhado por ambos personagens”.

 

É justamente essa intimidade que as 40 imagens da exposição buscam capturar: o trabalho nos ateliês; as viagens e vida nos Estados Unidos; os encontros com personalidades do mundo político e artístico, incluindo Leon Trotsky e André Breton; a relação com artistas do México; assim como suas uniões conjugais, a dor e comprometimento físico da Frida, além de sua proximidade com a morte e a última foto do casal.

 

As imagens, em sua grande maioria, foram registradas pelos amigos do casal, como Manuel Álvarez Bravo, Nicholas Muray, Edward Weston, Guillermo Kahlo, Peter Jules, Guillermo Zamora e Juan Guzmán, compiladas pela primeira vez em uma mostra  única criada pela Secretaria de Cultura do México, o Instituto Nacional de Bellas Artes e o Museo Casa Estúdio Diego Rivera e Frida Kahlo.

 

Frida e Diego: um sorriso no meio do caminho fica em cartaz até o dia 1º de julho. É o resultado de uma parceria entre o Governo do México, através do Consulado-Geral do México no Rio de Janeiro, e o Governo do Estado da Bahia, por meio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Fundação Cultural do Estado (Funceb), Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) e Palacete das Artes.

A mostra já passou por Estados Unidos, Polônia, Peru, Israel e Suécia. No Brasil percorreu os Estados de Pernambuco e Minas Gerais.

 

SERVIÇO

Exposição Frida e Diego: um sorriso no meio do caminho

Abertura: 17 de maio, às 19h

Visitação: Até 01 de julho

Palacete das Artes – Rua da Graça, 284

Assessoria: 71 3117 6984/ 71 99974 5858 (Cleide Nunes)

Funcionamento: terça a sexta, das 13h às 19h

Sábado, domingo e feriado, das 14h às 18h

Facebook: Palacete das Artes

https://museupalacetedasartes.wordpress.com/