IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Notícias

Edificações históricas de Morro de São Paulo são tombadas pelo Governo do Estado

  • Publicação:

Edificações históricas do conjunto arquitetônico, paisagístico e urbanístico do distrito de Morro de São Paulo são tombadas pelo Governo do Estado, através do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac). O ato solene de assinatura do termo de tombamento pelo diretor geral do Ipac, João Carlos de Oliveira, ocorreu na manhã desta segunda-feira (23), na fortaleza do Morro. O perímetro contemplado abrange a própria fortaleza e a área do entorno, incluindo a praça, o portaló e o farol.

Morro de São Paulo é uma localidade pertencente ao município de Cairu e um dos destinos turísticos mais visitados da Costa do Dendê. Além do diretor do Ipac, a cerimônia contou a presença do secretário de Turismo do Estado (Setur-Ba), Fausto Franco; do prefeito de Cairu, Fernando Brito; deputado federal, Paulo Magalhães; além de Cristiane Taquari, representando a Secretaria de Cultura da Bahia (Secult-Ba); e autoridades municipais como Diana Farias (Turismo) e Graça Paleteiro (Cultura).

Para o prefeito de Cairu, Fernando Brito, esse é um momento histórico para Morro de São Paulo, uma vez que o tombamento vai fortalecer ainda mais a atividade turística da região. “Cairu é o terceiro destino turístico da Bahia e o décimo primeiro do nordeste, e com essa parceria com o Ipac vamos alavancar ainda mais porque, para tanto, é fundamental preservar e cuidar de nosso patrimônio”, disse o prefeito.

O secretário de Turismo do Estado, Fausto Franco, ressalta a importância do trabalho integrado. “Morro está no caminho certo porque essa parceria entre a prefeitura, a Secult, Ipac, Iphan e a Marinha trará resultados muito positivos, uma vez que todos querem o bem dessa região, querem o desenvolvimento e vão trabalhar juntos pensando na geração de emprego e renda, que é isso que a gente mais precisa”, afirmou.

Segundo o diretor geral do Ipac, essas conquistas são resultados da assinatura, realizada há quatro anos, de um termo de cooperação entre o Estado e a prefeitura de Cairu. “E vem muito mais por aí: hoje já tivemos o anúncio da Marinha relativo ao restauro do farol; com o tombamento vamos ter condições melhores de fazermos a manutenção e a conservação da Fortaleza. Além disso, temos um compromisso Governo do Estado com o píer e com o atracadouro”, comemorou João Carlos. “É importante entender que, além de patrimônio preservado, as edificações devem estar inseridas na dinâmica urbana, inseridas em diálogos contemporâneos, olhar para frente, olhar para o futuro”, completou.

Fortaleza – A fortaleza de Morro de São Paulo, datada do século XVII, foi construída para evitar aproximação de embarcações inimigas durante o período do Brasil Colônia. Em janeiro de 2018, o patrimônio foi reaberto para visitação após requalificação onde que foram investidos R$ 14,4 milhões com o objetivo de impulsionar o destino turístico da região.

A intervenção foi realizada sob a responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (Ides), com o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Governo do Estado da Bahia, além do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e de empresários locais.