IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Notícias

Cachoeira (BA) sedia prévia da ‘Ópera dos Terreiros’ amanhã (8), às 17h

  • Publicação:

A Casa de Câmara e Cadeia (atual Câmara Municipal) de Cachoeira (cerca de 130 km de Salvador), edificação originária do século XVII e construída entre 1698 e 1712, recebe amanhã, às 17h, uma apresentação do Núcleo de Ópera da Bahia (NOP) com prévia da ‘Ópera dos Terreiros’. A obra tem regência e coordenação geral do maestro italiano Aldo Brizzi, também criador do NOP. O recital acontece no mesmo local e dia do lançamento do projeto ‘Terreiros Criativos’ que vai beneficiar 10 terreiros de candomblé, além de condutores e guias de turismo que atuam em Cachoeira e São Félix. A ‘Ópera dos Terreiros’ teve sua inspiração a partir dos terreiros protegidos através de ações do Instituto do Patrimônio Artístico Cultural (IPAC), da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA).

 

“Apresentaremos duas músicas já compostas para a ‘Ópera dos Terreiros’, trechos da Treemonisha, do afro-americano Scott Joplin (1868–1917), além de Carmen, de Georges Bizet (1838–1875), com acentos afro-americanos e afro-baianos”, explica o regente Aldo Brizzi. O NOP foi criado em 2016, já tendo se apresentado no Teatro Castro Alves e diversas cidades da Europa. Desde 2017, o Núcleo desenvolve parcerias com o IPAC, como no Oratório de Santo Antônio apresentado no Pelourinho, no Solar Ferrão (prédio do IPAC), em junho do ano passado. Agora, o NOP prepara a ‘Ópera dos Terreiros’ prevista para estrear no mesmo local, provavelmente em 25 de maio, Dia da África.

 

HOMENAGEM – “Para o recital de amanhã (8), na Casa de Câmara e Cadeia de Cachoeira, teremos quatro cantores, Graça Reis (soprano), Juliana Bastos (soprano), Carlos Eduardo Santos (tenor) e Josehr Santos (baixo), além de músicos com guitarra, piano e percussão”, relata o maestro. Enquanto as composições e a regência é de Brizzi, os textos da ópera serão do poeta e compositor baiano, Jorge Portugal. “A ‘Ópera dos Terreiros’ é uma homenagem às religiões de matriz africana”, afirma Portugal. Segundo ele, o enredo é inspirado na história de ‘Romeu e Julieta’, nesse caso, um casal de negros que vieram escravizados para o Brasil: Nzailu, um negro banto, e Dara, uma negra nagô. “Seria uma tentativa de explicar as diferentes correntes étnicas e culturais africanas que aportaram no nosso país”, completa Portugal.

 

As outras obras a serem apresentadas no recital também chegam como homenagem à matriz africana. “Tremonisha é considerada a primeira ópera do mundo a ser escrita por um compositor negro”, comenta Brizzi. Nascido na geração pós-escravidão, filho de pais pobres que chegaram a ser mendigos, Joplin tinha grande capacidade de improviso ao piano e é considerado o ‘Rei do Ragtime’ (primeiro gênero musical autêntico norte-americano e influenciador do Jazz), tendo composto 44 peças.

 

ECONOMIA CRIATIVA – Em fevereiro do ano passado, o NOP lançou a sua programação com Gilberto Gil, padrinho do Núcleo, e fez turnê junto com Gil em várias cidades europeias. Para algumas obras, o Núcleo já teve cerca de 70 músicos, cantores e bailarinos. O projeto ‘Terreiros Criativos’ terá duração de três meses, com cursos e treinamentos, tendo 80 horas de carga horária, com ações de educação (capacitação), turismo (sinalização) e comunicação (informação, campanha e impressos). Compõem a iniciativa a Associação dos Guias e Condutores de Turismo do Vale do Paraguaçu (ACTUP) e a Secretaria do Turismo do Estado (Setur).

 

Os 10 terreiros beneficiados pelo ‘Terreiros Criativos’ são o ‘Aganjú Didê’ (conhecido como ‘Ici Mimó’), ‘Viva Deus’, ‘Lobanekum’, ‘Lobanekum Filha’, ‘Ogodó Dey’, ‘Ilê Axé Itayle’, ‘Humpame Ayono Huntóloji’ e ‘Dendezeiro Incossi Mukumbi’, em Cachoeira, além de ‘Raiz de Ayrá’ e ‘Ile Axé Ogunjá’ em São Félix. Acesse o livro sobre os 10 terreiros: http://migre.me/to47q. Conheça outros livros/IPAC: http://goo.gl/CDv6q3. Acesse: www.ipac.ba.gov.br, facebook Ipacba Patrimônio, twitter @ipac_ba e instagram @ipac.ba.

 

SERVIÇO:

‘Ópera dos Terreiros em Cachoeira’

Data: 08/03/2018

Horário: 17h

Local: Câmara Municipal de Cachoeira – Casa de Câmara e Cadeia (Rua Benjamin Constant nº 02 Cachoeira, Bahia

 

Alexsandra de Alcântara Santos

Assessora Responsável em 07.03.2018

Texto Jornalista responsável Geraldo Aragão (DRT-BA nº 1498)

(71) 99110-5099, 99922-1743

geraldo.monizcomunicacao@gmail.com