IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Notícias

“Arte é Saúde”, diz representante do Hospital Espanhol cuja equipe prestigiou a Reabertura do MAM ontem (17)

  • Publicação:

 

“Arte é Saúde!” Com essas palavras a gerente Administrativa e Financeira do Hospital Espanhol (HE – Centro de Referência no Tratamento da Covid-19), Fabiana Daltro, resumiu o seu discurso de agradecimento para as 70 pessoas que promoveram uma salva de palmas para os profissionais de saúde baianos ontem (17) à tarde na área externa do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-Bahia), em Salvador. A homenagem aos colaboradores do Hospital Espanhol (HE) aconteceu durante a ‘Reabertura do MAM-Bahia, depois de 1,5 ano fechado devido à Pandemia.

“Sinto-me lisonjeada, emocionada e feliz por estar aqui com todos os presentes, seguindo os protocolos, sem aglomeração, mantendo o distanciamento, e celebrando um momento tão importante de volta cultural com a reabertura dos Museus do IPAC (www.ipac.ba.gov.br/museus)”, afirmou a Secretária de Cultura do Estado (Secult-BA), Arany Santana, presente no evento. Ela se mostrou emocionada pela presença dos colaboradores do Hospital Espanhol. “Com coragem e desprendimento, eles lutaram e lutam por todos nós!”, complementou.

QUATRO MIL VIDAS – A gerente do HE lembrou que os colaboradores do hospital somam mais de 1,4 mil pessoas. “Vir ao MAM nos proporciona contato com a natureza e a cultura, nos tirando daquele ambiente hospitalar, muitas vezes de tanta dificuldade, embora tão gratificante por termos salvo mais de quatro mil vidas”, relatou Fabiana Daltro. Hoje (18) à tarde mais um grupo do HE estará no MAM para mais uma visita dirigida.

“Graças a Arte saímos um pouco, num convívio social, sem os equipamentos de proteção individual (EPI) que somos obrigados a usar”, lembrou Fabiana. Desde o início da Pandemia, esta foi a primeira vez que a equipe do HE conseguiu sair junta, em grupo, para um evento artístico-cultural e um ambiente mais agradável como o MAM-Bahia.

ESPAÇOS PÚBLICOS – A diretora da Fundação Cultural do Estado (FUNCEB), Renata Dias, também prestigiou a reabertura do MAM e a homenagem aos profissionais de saúde. Para ela, vivemos um momento de difíceis atravessamentos na saúde pública, economia e outros segmentos. “Nós demos esse passo hoje, ao retomar esses espaços públicos para que a partilha e a sociabilidade sejam retomadas com a luz da arte; parabéns a todos os envolvidos por fazer acontecer este momento”, comemorou Renata Dias.

O diretor geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), João Carlos de Oliveira, destacou que o Palacete das Artes (Graça) e o Museu de Arte (Corredor da Vitória) também já estão abertos para visitação gratuita. “Os dias e horários podem ser consultados no site www.ipac.ba.gov.br”, disse. O MAM-Bahia é vinculado ao IPAC/Secult-BA. No caso do MAM a visitação se dá de terça à sexta-feira, sempre das 13h às 17h.

PROTOCOLOS – O MAM mantém os protocolos da OMS, Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde, com medição de temperatura, uso obrigatório de máscara, álcool-gel, distanciamento e lotação restrita nos espaços expositivos. O Café Saladearte fica aberto nos dias/horários da exposição. O museu tem estacionamento para cerca de 50 veículos-passeio.

O complexo arquitetônico do MAM passou por lavagem de pisos, portas e janelas, poda de árvores, troca de lâmpadas e limpeza geral, internas e externas. “O nosso objetivo é o conforto e a segurança de todos”, finaliza a coordenadora-geral do MAM, Marília Gil. Informações sobre o HE: Marília Simōes, telefone 999896677. Informações sobre o MAM são disponibilizadas em suas redes sociais (instagram e facebook) ou via telefone (71) 31176132, das 9h às 12h e das 13h às 15h.

 

O quê: Reabertura do MAM – Exposição ‘O Museu de Dona Lina’ – sobre os conceitos e pensamentos de Lina Bo Bardi (Roma 1914 — São Paulo 1992) acerca do MAM-Bahia, através de um diálogo entre a Coleção de Arte Popular Lina Bo Bardi (Solar Ferrão) e o Acervo permanente do MAM-Bahia.

Curadoria: Daniel Rangel

Direção: Pola Ribeiro

Acesso: Gratuito

Onde: Museu de Arte Moderna da Bahia, Av. Contorno, s/n°, Solar do Unhão, CEP 4006-060 Salvador Bahia

Visitação: de terça a sexta, sempre das 13:00 às 17:00

Espaços expositivos: Capela e Casarão

Café Saladearte: aberto nos dias/horários da exposição

Estacionamento: cerca de 50 vagas carros-passeio