IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

    banner-terreiros

Notícias

5º Encontro de Cheganças da Bahia começa hoje (4)

  • Publicação:

De hoje (4) até amanhã (5) Saubara, localizada na margem oeste da Baía de Todos os Santos, sedia o 5º Encontro de Cheganças da Bahia. A programação (confira final) começou às 8h de hoje e só termina às 20h de amanhã. “É um evento patrocinado pela Secretaria de Cultura do Estado através do CCPI integrando as políticas públicas culturais na Bahia”, diz a assessora do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), Cristiane Taquari. Ela cita que a realização é da Associação Chegança dos Marujos Fragata Brasileira, as prefeituras de Saubara, Paratinga, Camaçari, Cairu, Andaraí, Taperoá, Associação dos Sambadores e Sambadeiras da Bahia e Colônia de Pescadores Z16.

Já o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), também vinculado à SecultBa, se faz presente hoje na manifestação para atender demandas de várias marujadas e cheganças no estado que desejam patrimonializar a manifestação como Bem Imaterial do Estado. “As cheganças e marujadas são manifestações culturais típicas do norte e nordeste do Brasil com intensa participação popular”, relata o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. A depender da região, as encenações são formadas por homens (com instrumentos musicais, cantos e danças), mulheres (danças e cantos) e crianças (cantos e danças).

300 ANOS – O diretor do IPAC destaca as influências portuguesas dos séculos XVI e XVII nessa representação. “Esses folguedos representavam histórias e conquistas marítimas de Portugal desde o final do século XV e que perduraram até o XVIII; 300 anos em várias partes do mundo”, afirma João Carlos. Ele explica que as manifestações chegam ao Brasil via colonizadores e ganham adaptações culturais, ficando diferente do fandango português.

Em Saubara, a marujada acontece desde 2013. “A cada ano nossa festa reúne grupos da Bahia, estudantes, turistas e pesquisadores”, lembra o coordenador do evento, Rosildo Rosário. Em Saubara a festa louva ao padroeiro da cidade, São Domingos de Gusmão. Os integrantes percorrem as ruas ao som do pandeiro, acompanhado por vozes e instrumentos de percussão e sopro. “Após mapeamento, detectamos 27 grupos no estado”, afirma Rosário. Popularizada por Mário de Andrade, a chegança, também chamada de marujada, possui forte teor dramático, devido ao seu bailado popular, com partes faladas e representadas.

O IPAC também desenvolve pesquisas em Saubara sobre as ‘Caretas do Mingau’, manifestação que acontece anualmente na madrugada do dia 2 de julho, comemorando a Independência da Bahia. Conheça livros do IPAC: http://goo.gl/CDv6q3. Museus/IPAC: www.ipac.ba.gov.br/museus. Assista: http://bit.ly/2n1mrVZ. Acesse: www.ipac.ba.gov.br, facebook Ipacba Patrimônio, twitter @ipac_ba e instagram @ipac.ba.

SERVIÇO

O quê: V Encontro de Chegança da Bahia

Quando: 4 e 5 de agosto de 2017

Onde: Saubara- Bahia

Quanto: Gratuito

Mais informações: www.marujadadesaubara.org.br

PROGRAMAÇÃO

04/08 – Sexta-feira

8h – Recepção de lideranças dos grupos visitantes

Local: Sede da Chegança Fragata Brasileira

11h – Apresentação do Grupo Chegança Fragata Brasileira na Missa de São Domingos

19h – Reunião aberta à comunidade em geral e representantes dos grupos de Cheganças da Bahia

 

05/08 – Sábado

9h – Reunião entre as lideranças das Cheganças e representantes do Estado. Mesa: Caminhos já percorridos para o Registro e o que falta para completar a caminhada

15h – Desfile dos grupos:

  • Chegança dos Marujos Fragata Brasileira
  • Chegança Feminina Barca Nova
  • Chegança de Mouros Barca Nova Feminina (Saubara),
  • Chegança dos Mouros de Arembepe
  • Chegança Feminina de Arembepe (Camaçari)
  • Marujada de Paratinga
  • Marujada de Cairú
  • Chegança de Taperoá
  • Marujada do Divino Espírito Santo de Andaraí
  • Marujada de Remanso
  • Chegança de Lençóis
  • Marujada de Jacobina

17h às 19h – Apresentação

9h às 20h – Exposição de fotos: Thales Antonio e o fuzuê da Fragata Brasileira

 

Assessoria de Comunicação – IPAC, em 04.07.2017

Jornalista responsável Geraldo Aragão (DRT-BA nº 1498)

(71) 99110-5099, 3117-6490, 3116-6673

Coordenação de Jornalismo e Edição: Marco Cerqueira (DRT-BA nº 1851)

(71) 98234-9940

Texto-base: Bruno Ganem (estagiário Jornalismo)

ascom.ipac@ipac.ba.gov.br www.ipac.ba.gov.br

facebook: Ipacba Patrimônio

twitter: @ipac_ba – instagram: ipac.patrimonio